03/07/2017

Nossos 3 cafés favoritos na Zona Sul

Destemperados

Imagina sair de casa caminhando pra ir até uma floricultura enorme, cercada de árvores, onde além de flores, plantas de jardim e temperos tem um café que fica lá dentro - e se quiser tem almoço também. Ou pegar à direita na Wenceslau Escobar e entrar numa rua arborizada pra pegar uma torta de banana, que vem sendo sendo feita desde 1988, aliás. E, no domingão, cruzar a pontezinha iluminada do Paseo pra tomar um café e comer um pastel de nata ou um quindim de nozes, lá de Pelotas. 
São três cenários bem diferentes que ficam à menos de 2km entre si. Isso é uma característica da aqui da Zona Sul, isso das coisas serem perto umas das outras. E como tudo é perto dá pra ficar relaxado e sobra tempo até pra um café.  A convite da Maiojama nós vamos te mostrar os Nossos 3 Cafés Favoritos na Zona Sul pra fazer isso mesmo: uma pausa pra relaxar e aproveitar o tempo, como faz quem mora por aqui.

CAFÉ E PROSA: o Café e Prosa fica dentro da Floricultura Winge, no centro do bairro Tristeza. É uma floricultura que atende quem estiver interessado em coqueiros ou em bonsais. Ela ocupa praticamente toda a quadra e é um programa que pede um chimas: contornar o lugar, de uma ponta à outra, é uma boa caminhada entre árvores e folhagens por todos os lugares. Além de vasos e cachepôs de todos os tamanhos, do lado do café tem uma loja com móveis para jardins e varandas, com floreiras de paredes de todos os tamanhos que fazem a alegria de quem quer encher a casa de verde. O passeio pela floricultura toda enche uma manhã, que pode muito bem terminar em almoço ou começar com café - nos finais de semana eles abrem às 9h. O espaço é grande e as mesinhas dentro do café são agradáveis e ficam pertinho do buffet. Nas mesas do lado de fora o clima é de almoço ao ar livre com solzinho, com mesas espalhadas dentro e fora do gazebo - as mesas mais afastadas são perfeitas para grupos de 5 ou 6 pessoas. O almoço é buffet e os sucos são um acompanhamento perfeito pra ele. O balcão mostra alguns doces que recheiam o cardápio e as tortas de lá são imperdíveis pra uma sobremesa com cafezinho, vamos falar um pouco delas:

-a Torta Verão: já que a Zona Sul é tipo praia, a primeira dica pra acompanhar o café é doce e leve como a estação mais quente do ano, a Torta Verão. A base dela é feita de pudim de claras e o recheio é de creme de leite condensado com pêssego. Pra acompanhar (a torta, não o café) vem uma dose extra de creme de baunilha, pra jogar em cima;

-a Torta Mesclada: a Mesclada é pra quem é tradicional no doce, pra não errar, e o recheio dela prova isso, brigadeiro com branquinho. A massa é de chocolate e ela é coberta de raspinhas de chocolate preto e branco. Bem recheada, basta reparar na foto, ali mesmo onde escorreu o brigadeiro.

MACHRY ARMAZÉM E BISTRÔ: em 2018 o Machry comemora 30 anos. Já é tempo suficiente pra ser reconhecido como um dos donos da torta de banana com doce de leite mais certeiras e incríveis da cidade. O Machry fica na Armando Barbedo, uma rua que termina no Guaíba, e é na rua mesmo pra onde se estende a fila de espera no almoço, que é bem concorrido. Junto com o restaurante e café funciona também um armazém, com as paredes repletas até o teto com diversos ítens para casa com cara de mimo, delícias que tomam conta de uma geladeira enorme, como os pãezinhos coloridos, os patês, as pastas e as tortas - a de banana com doce de leite é praticamente uma instituição. É dela que vamos falar um pouco aqui:

-a Torta de Banana com Doce de Leite: o nome da torta é simples para o que ela entrega. Seja pela aparência, com as bolinhas de canela, ou pelo sabor, que ainda recebe uma camada de chantilly.  A base é de biscoito com manteiga e o resultado é um doce não tão doce, daqueles perfeitos pra acompanhar um café expresso ou pra servir de sobremesa depois da próxima dica...

-a Torta Pensilvânia: a Torta Pensilvânia serve tanto para um almoço rápido quanto para um bom lanche, que pode vir ou não acompanhado de uma saladinha (nós não vamos julgar se dispensar a salada, mas saiba que as de lá são incríveis). Ela é recheada com peito de frango com molho vermelho e cream cheese. A base dela é de massa brisé e já cortando dá pra ver que ela se quebra e derrete na boca.

CONFEITARIA BEROLA: dentro do Paseo Zona Sul fica uma confeitaria de Pelotas que enche os olhos já no balcão. As mesinhas na rua são perfeitas pra olhar o movimento aguardando o pedido, ou nas poltronas, ao fundo, pra um papo mais reservado. Um pingado com leite acompanha bem as opções da casa e elas não são poucas - só de quindins são mais de 4 variedades: tradicional, com chocolate, com nozes e coberto com côco. Junto tem bem-casado, ninho de fios de ovos, trouxinhas de branquinho com brigadeiro e brigadeiro com branquinho. Pra viajar um pouco mais longe do que Pelotas e chegar em Portugal, o caminho é um dos doces mais portugueses de todos.

-o Pastel de Nata: a dica imperdível fica por conta do pastel de nata, tradicionalíssimo português, com base crocante, casquinha dourada, com ou sem canela.

***
O Maiojama W fica no coração da Tristeza, na esquina da Wenceslau Escobar com a Armando Barbedo, e conta com 2 torres residenciais, 2 torres comerciais e um mall aberto ao público, com serviços, lojas, cafés e restaurantes. Com o entorno arborizado e a vista para o Guaíba, o empreendimento alia elegância e sofisticação à essência de bem-estar da Zona Sul. Acesse aqui para saber mais sobre o Maiojama W ou preencha o formulário e receba mais informações:




*Produzido por Destemperados para Maiojama W.

Tags: