07/08/2017

3 lugares que são a cara da Zona Sul

Destemperados

A vista do rio Guaíba, a obra de arte nas janelas da Zona Sul.
Quem mora por aqui já ouviu essa pergunta: como é morar na Zona Sul? A companhia constante do rio parece dar um outro ritmo para as coisas quando a gente deixa o centro da cidade para trás e pega o rumo ao sul da cidade. A paisagem também muda à medida que vamos nos aproximando do parque Marinha, do Iberê e daquele monumento da lhama - pode perceber, é como se cada um tivesse um ponto de referência de onde começa a Zona Sul. 
O bairro Tristeza, em especial, tem algumas coisas que são dele: tem um shopping que é mais na Zonal Sul do que o Barra, o shoppingzinho da Tristeza. Tem a pracinha da Tristeza, tem a feirinha da Tristeza... E é a convite da Maiojama, para o lançamento do Maiojama W, que vai movimentar a esquina da Wenceslau com a Armando Barbedo, vamos te mostrar 3 lugares que são a cara da Zona Sul - ou também poderíamos chamar de 3 restaurantes pra quem gosta de mesas no deque.

Clique aqui para conhecer o projeto do Maiojama W
Saiba mais sobre a Zona Sul e o Maiojama W no hotsite do Grupo RBS

VINERIA BRASIL
O deque da Vineria Brasil à noite.

A Vineria Brasil é uma casinha rosa simpática na Sargento Nicolau Dias de Farias, com mesas no deque da frente e uns guarda-sóis amarelos que estão sempre abertos lá na frente e dão um clima alto-astral só de passar na frente. Lá dentro, o clima só melhora, com as toalhas coloridas e as mesinhas de madeira, um lugar com cara de bar na praia. O ambiente é descontraído e tem sempre duas opções de vinhos e espumantes, pra escolher numa Enomatic, a máquina (superlegal) onde se vai visualizando as garrafas e escolhendo o rótulo, ou na carta, escolhendo a garrafa. O cardápio deles é enxuto e delicioso. Os petiscos dão um show, como o Montesino, o queijo serrano com farelo de bacon.
Foto: Paula Bañolas
POR QUE É A CARA DA ZONA SUL: o atendimento da Carla, a sommelier e dona da casa, é pra lá de atencioso. Se a visita até lá for pra pegar um vinho pra tomar em casa - eles funcionam como loja também, dá pra trocar uma ideia com ela para pedir uma boa indicação.
Rua Sargento Nicolau Dias de Farias, 166 - Tristeza
Telefone: (51) 3557-8059

CASA DO VIZINHO
O pastel de queijo e a cachacinha da Casa do Vizinho.
Quem nunca teve a curiosidade de saber como é a casa do seu vizinho - ou até o quê eles almoçam por lá? Na Casa do Vizinho o clima é exatamente esse: é como ir almoçar numa casa e ser recebido pelos donos com a maior simpatia. A maior dica sobre a Casa do Vizinho é: ligue para reservar a mesa no deque externo. Almoçar embaixo das árvores e ao lado das folhagens do vizinho dá um clima muito especial para a visita por lá. As mesas na área de dentro recebem superbem quem estiver sozinho, a dois ou em maiores grupos - e se o dia estiver frio tem uma lareirinha acesa. O buffet de saladinhas e antepastos é pra quem adora petiscar sem pressa antes do prato principal.
Chazinho de laranja pra depois do banquete do vizinho.
POR QUE É A CARA DA ZONA SUL: pra ajudar a desacelerar as coisas, uma das entradas do lugar faz uma combinação irresistível: bolinho de bacalhau, pastel e uma cachacinha feita lá mesmo. Nas entradinhas ainda aparece caponata de berinjela, manteiga de ervas e pãozinho caseiro. Os pratos principais geralmente são do tipo prato-do-dia: um filé mignon, frango ou salmão e um risoto. E antes de ir embora, não pule o chazinho delicioso de laranja. 
Rua dos Guaranís, 132 Espírito Santo
Telefone: (51) 3248-4740

IAIÁ BISTRÔ
Já que a Zona Sul tem clima de praia, peixinho-rei à milanesa de entrada.
Mais um lugar na lista com um ambiente alto astral. Em Setembro o Iaiá faz aniversário de 8 anos. Nesse período, o cardápio se mantêm fiel ao conceito de comida regional brasileira, mas sempre com uma ou outra novidade. De terça a sábado eles abrem de noite, sábados e domingos também ao meio-dia. As mesas na frente, no deque, são perfeitas para os dias de mais calor. Dentro da casa, as toalhas estampadas e o colorido dos pratos e das louças faz do lugar uma festa para os olhos. Dessa cozinha brasileira maravilhosa, saem dois pratos maravilhosos: a entrada de iscas de peixe-rei com um molhinho tártaro delicioso e a moqueca de frutos do mar, que também é uma festa pra quem ama camarão, mexilhão, polvo, lula...
A moqueca do Iaiá é um prato desses com cara de festa, e vem acompanhada de arroz, farofa e quiabo.
POR QUE É A CARA DA ZONA SUL: o atendimento do Iaiá é sempre superatencioso, a Daniela Craidy, que é a dona da casa, passa nas mesas, conversa com o pessoal e pergunta como estão os pratos.
Rua Chavantes, 636 - Vila Assunção
Telefone: (51) 3222-0098

***
Para movimentar a Tristeza com ainda mais as opções, o Maiojama W é um empreendimento que vai crescer no coração do bairro, na esquina da Wenceslau Escobar com a Armando Barbedo. São duas torres residenciais - que tem apartamentos de 3 suítes e unidades studio com um ou dois dormitórios, duas torres comerciais com salas e conjuntos e um minishopping aberto ao público com serviços, lojas, cafés e restaurantes. Com o entorno arborizado e a vista para o Guaíba, o empreendimento alia elegância e sofisticação à essência de bem-estar da Zona Sul. Para saber mais sobre o clima da Zona Sul e as várias opções por lá, confere o hotsite do Grupo RBS sobre o Maiojama W, o Viva Mais Zona Sul ou preencha o formulário abaixo para receber mais informações.


*Produzido por Destemperados para Maiojama W.