Destemperados Food Experiences

Os 10 posts mais inspiradores de fevereiro

Os 10 posts mais inspiradores de fevereiro

Bom, gente, acabou o carnaval... Fim do ano tá aí! Mas antes, os posts mais legais de fevereiro pra gente se inspirar e conhecer muita coisa bacana em março. Vamos?Manu (Curitiba/PR) Por Bruno Palma e Silva   Cremino (Vitória/ES) Por Bruno Vilaça   Casa Europa (São Paulo/SP) Po...

Continuar lendo...

Manu, com a alma

Manu, com a alma

Como começar a resenha mais difícil que já escrevi para o site? Como colocar em um punhado de fotos e em alguns parágrafos uma experiência tão sutil? E como fazer sumir meu ego de narrador para que os créditos sejam todos de quem realmente é criador, quem realmente merece atenção? Já que simp...

Continuar lendo...

Os 10 posts mais inspiradores de janeiro

Os 10 posts mais inspiradores de janeiro

O ano mal começou e janeiro já acabou! Daqui a pouco é Natal de novo, não é possível. Mesmo sendo um mês de férias, nossos food hunters trabalharam duro e fizeram um ótimo trabalho. Dá uma olhadinha nos posts mais inspiradores do mês que passou:Soeta (Vitória/ES) Por Bruno Vilaça   Emil...

Continuar lendo...

Os 10 posts mais inspiradores de novembro

Os 10 posts mais inspiradores de novembro

Chegamos ao último mês do ano, mas antes de começar a falar de Natal e Ano Novo não podemos deixar de parabenizar os food hunters que produziram os 10 posts mais inspiradores de novembro. E olha que foi difícil escolher! Mas vamos lá!Cantinho do Curuca (Guarapari/ES) Por Bruno Vilaça   ...

Continuar lendo...

Box do Eliseu, o pê-efe por definição

Box do Eliseu, o pê-efe por definição

Do dicionário gastronômico que eu acabei de improvisar: "PF, s.m., abreviatura de 'prato feito', refeição (geralmente almoço) de preço honesto e ingredientes populares, servida em porção fixa, geralmente composta de arroz, feijão, salada, um ovo frito e um pedaço de carne. A Associação Brasile...

Continuar lendo...

Os 10 posts mais inspiradores de julho

Os 10 posts mais inspiradores de julho

Agosto já começou a mil, mas alguns posts de julho foram tão bons que a gente ainda tá com eles na cabeça. Que tal, então, dar uma olhada nos posts mais top do mês que passou?MinaPor Lea DorfBar BouludPor Rafael CrisafulliBacon ParadisePor Lorena BorgesChez ManuPor Lara MizoguchiAA Wine Experienc...

Continuar lendo...

Armazém Santa Ana, desde 1934

Armazém Santa Ana, desde 1934

Tenho uma queda pelas coisas mais antigas, por comprar cereais a granel, por levar de presente (ou ganhar de presente) um produto colonial, aprender receitas de família. Supermercado é muito legal, mas às vezes aquela vendinha do bairro tem preciosidades que nunca vão aparecer em jornalzinho de o...

Continuar lendo...

A comida de campo da Dona Ana

A comida de campo da Dona Ana

O carro vinha subindo num balanço preguiçoso pela estrada de terra e, depois de uma curva, um vale apareceu à nossa direita. Lá em baixo, longe, os raios de sol mais teimosos passavam entre os galhos das araucárias. Seguimos em frente até que o fiozinho de fumaça atrás de um bosque se mostrou...

Continuar lendo...

Pretty, pretty, pretty, pretty Peggy Sue

Pretty, pretty, pretty, pretty Peggy Sue

Os americanos estão para inventar outra coisa mais simpática que o diner. Acho que nem o Mickey ganha. Vai ver é só a minha mania de comida, mas essa combinação de hambúrguer e batata frita, decoração anos 50 e 60 e rock clássico de fundo deviam ser patrimônio da Humanidade. E olha que e...

Continuar lendo...

Originale, pra passar uma noite tranquila

Originale, pra passar uma noite tranquila

Vida de food hunter não é fácil. O pessoal quer que a gente sempre saiba onde ir, onde serve tal coisa, onde é barato, onde é legal, onde é romântico, onde é badalado, onde é bom pra levar a sogra... Por isso, outro dia, quando meu irmão convidou para jantar, eu disse que só iria se não tives...

Continuar lendo...

Karê Ya, comida japonesa além do sushi

Karê Ya, comida japonesa além do sushi

Se eu falar que vou contar sobre um lugar que serve comida japonesa, aposto que a primeira ideia que virá à cabeça é sushi e sashimi. Então, pra escrever sobre o Karê Ya, aqui em Curitiba, preciso dizer que vou contar sobre um lugar que serve comida japonesa, mas que não serve sushi nem sashi...

Continuar lendo...

Bazar Doce, direto pra lista de lugarzinhos

Bazar Doce, direto pra lista de lugarzinhos

O Luis Fernando Verissimo, grande mestre, tem uma crônica em que fala de “lugarzinhos”. Mas, notemos bem, não é lugar; é lugarzinho. E não é um “zinho” pejorativo, é um “zinho” carinhoso. São aqueles lugares –lugarzinhos– que servem poucas mas excelentes opções, quase nunca lotados, música ba...

Continuar lendo...

Mercearia do Português, haja bacalhau!

Mercearia do Português, haja bacalhau!

Nunca estive lá, mas volta e meia me bate saudade da Terrinha, vai explicar. Deve ser herança dos colonizadores, aquele amor tão lusitano pelo mar e pelas longas viagens, “saudade” é uma palavra portuguesa blablablá. Ou vai ver é só porque quando era pequeno ia com minha mãe nas festas de Nossa S...

Continuar lendo...

O hambúrguer gourmet do Guiolla

O hambúrguer gourmet do Guiolla

Ainda bem que, com o mesmo empenho que tiveram para complicar as regras do baseball, os americanos simplificaram e aperfeiçoaram o hambúrguer. É que outro dia fui conhecer o Guiolla, aqui em Curitiba, e desisti de acompanhar o Red Socks vs. Yankees que passava na TV, um pouco porque não entendi n...

Continuar lendo...

Gepetto: bela pizza, belo lugar

Gepetto: bela pizza, belo lugar

Uma confissão: coisa difícil pra mim é escrever este primeiro parágrafo. Porque a intenção é resumir a alma do lugar, fazer pensar que vale a pena ler até o fim, essas coisas. Hoje, poderia tentar hoje alguma coisa com a imitação que meu pai fazia do Gepetto tentando colocar algo na cabeça de...

Continuar lendo...

Bar do Pudim, clássico

Bar do Pudim, clássico

Clássico é clássico e vice-versa, muito sabiamente sentenciou o grande Jardel, ex-Grêmio e ex-Seleção. Que me desculpem, mas colocar “desde 2011” no cardápio não transforma nenhum bar da modinha num autêntico boteco. Já quando o lugar mantém a mesma essência, serve a mesma boa comida por gerações...

Continuar lendo...

À luz de velas no Paneolio

À luz de velas no Paneolio

Ao empurrar a porta do Paneolio - e uma bela porta, diga-se de passagem - fomos de uma esquina barulhenta para um casarão acolhedor à meia luz. Música leve de fundo, mesa à luz de velas, essas coisas.Instalado num casarão antigo, com estacionamento próprio, o lugar é um misto de restaurante, café...

Continuar lendo...

New York Cafe, pra visitar e demorar

New York Cafe, pra visitar e demorar

Outro dia minha esposa e eu estávamos, de novo, assistindo ao “Um beijo roubado” e eu, de novo, fiquei pensando como seria legal viver num café novaiorquino igual aquele do Jude Law. Cafés, apple pies, essas coisas. Aí acabei conhecendo, aqui em Curitiba mesmo, o New York Cafe que bem que pod...

Continuar lendo...

Vicente, hamburgueria de respeito

Vicente, hamburgueria de respeito

Acho que chamava Dudu aquele amigo do Popeye que comia um hambúrguer atrás do outro. Gosto muito de espinafre, mas acho que ele tinha razão: colocar um bolinho de carne dentro de um pão foi uma das melhores ideias da Humanidade.A Hamburgueria do Vicente, aqui em Curitiba é um lugar é bacana, bem ...

Continuar lendo...

No Azuki a comida anda até você

No Azuki a comida anda até você

Diz que se não fosse pela bendita maçã, ainda estaríamos no Paraíso, onde Adão e Eva só precisavam esticar a mão e pegar a fruta que quisessem. Aí deu no que deu e agora é esse sufoco pra conseguir o pão de cada dia. Só que, então, vieram os japoneses e inventaram um sistema que chega bem perto d...

Continuar lendo...

A festa de Babette

A festa de Babette

Bela noite, num vilarejo da Dinamarca, Babette ofereceu às duas irmãs que a acolheram anos antes um banquete que tocou, além do corpo, a alma de cada um dos presentes. Uma história maravilhosa. Com esse mesmo espírito, imagino que comece o expediente todos os dias no Café Babette, aqui em Curitib...

Continuar lendo...

Lanchonete Montesquieu e o lendário X-pastel

Lanchonete Montesquieu e o lendário X-pastel

Acredito que, além de nos menores, às vezes é nos frascos mais simples que estão os melhores perfumes. Pois numa portinha azul, bem atrás da UTFPR (antigo Cefet) é que é servido um dos sanduíches mais famosos de Curitiba. Lanchonete Montesquieu: o nome é pomposo, mas a casa é humilde.Desd...

Continuar lendo...

Comendo onça na Mercearia Fantinato

Comendo onça na Mercearia Fantinato

Junto com os sobrenomes complicados, o clima nada confiável e os taxis laranja, a carne de onça é especialidade de Curitiba. E é uma especialidade generosa, que não nega presença do autêntico pé sujo ao boteco falsificado da modinha.A Mercearia Fantinato está lá desde 1953, o que já ...

Continuar lendo...

Camponesa do Minho, uma verdadeira casa portuguesa

Camponesa do Minho, uma verdadeira casa portuguesa

Toda vez que mordo um cravo no doce de abóbora, penso em quantos heróis já desafiaram o perigo, construíram caravelas, cruzaram oceanos, mataram e morreram só pra que eu pudesse ter meu potinho de canela em casa. É meio dramático, mas é meio verdade. Convenhamos, então, que um povo que c...

Continuar lendo...

Old West, nosso pedacinho do Texas

Old West, nosso pedacinho do Texas

Segurei a vontade de entrar no saloon com um pontapé e abri as portas duplas com um empurrão suave. Atrás do balcão, o barman terminou de servir uma dose e nos recebeu com um aceno de cabeça. Escolhi a mesa mais ao fundo do salão enquanto Bob Wills e os Texas Playboys tocavam, se a longa estr...

Continuar lendo...

Pata Negra, o espanhol da Praça da Espanha

Pata Negra, o espanhol da Praça da Espanha

Noite quente em Curitiba. Noite quente em Curitiba no inverno. Noite quente em Curitiba no inverno num final de semana. Pelos meus cálculos astronômicos, acontece uma dessas a cada cem anos. Como não sei se estarei aqui pra ver a próxima, resolvi sair pra comemorar e o Pata Negra, com aquelas...

Continuar lendo...

Um carinho no estômago na Lamen House

Um carinho no estômago na Lamen House

Mestre Momofuku Ando, grande benfeitor da Humanidade e estudioso do lamen, já dizia que "a paz está garantida quando não se está com fome". Acho que é mais ou menos essa a política da Lamen House, aqui em Curitiba. Porque é impossível sair de lá de mau humor. Logo que abriu, em 2007, o enverg...

Continuar lendo...

As sensações do Velho Oriente

As sensações do Velho Oriente

A gente vai chegando pela rua barulhenta e então vê uma casa mais afastada, uns janelões de luz aconchegante: o Velho Oriente. Imagino que seja um pouco a sensação do sujeito que viajava dias numa caravana e aí chegava num lugar quentinho e confortável. Pois é, eu tenho a imaginação fértil…Pel...

Continuar lendo...

Esse tal de Hop'n Roll

Esse tal de Hop'n Roll

Não é querer ser preguiçoso, mas colocar só as palavras “cerveja” e ”rock” já bastariam pra fechar meu parágrafo de abertura e definir bem o Hop'n Roll. Boa cerveja e bom rock, a casa toda gira em torno dessas duas coisas. Começa pelo trocadilho no nome, passa pela decoração e pelo cardápio e te...

Continuar lendo...

Domingo de espaguete no Spaghetto

Domingo de espaguete no Spaghetto

Uma casa amarela, de janelões para a esquina: ali, desde 1988, a muvuca para o almoço de domingão é atestado de qualidade. Pois bem ali é que fica o Spaghetto. A porta e a escadinha na entrada já vão dando uma amostra do ambiente acolhedor lá dentro. Tem também um subsolo com direito a lareira e...

Continuar lendo...

Café Especial no Lucca

Café Especial no Lucca

Depois do pão nosso de cada dia, o que não dá para faltar é a canequinha de café na mão. E no meu coração tem espaço pra todos, cada um tem a sua hora certa: desde o quase gelado da garrafa térmica da firma até o gourmet das cafeterias. Ontem foi dia de gourmet, lá no Lucca Cafés Especiais. Mesm...

Continuar lendo...

Chutando o balde no Cantinho do Eisbein

Chutando o balde no Cantinho do Eisbein

O papo hoje é sério. Porque, gastronomicamente falando, a chegada do inverno pede medidas drásticas. É tipo aquela dieta dos pontos, só que ao contrário: quem faz mais pontos é que ganha. E nisso os alemães são mestres e o pessoal do Cantinho do Eisbein está sempre disposto a ajudar. Há quase 30...

Continuar lendo...

Babel de sabores no Maia Box

Babel de sabores no Maia Box

Mercado municipal é tipo a Torre de Babel. Aúnica diferença, acho eu, é que na torre não tinha tanta coisa boa pra comer. Aqui no Mercado de Curitiba – onde inclusive as obras não têm fim, iguais às da Torre –, a boa da vez é uma visitinha ao Maia Box. Ao invés de procurar o tal box 7 escrito no...

Continuar lendo...

Ora pois, Joaquim José!

Ora pois, Joaquim José!

Já dizia o poeta que "numa casa portuguesa fica bem pão e vinho sobre a mesa". O vinho eu vou ficar devendo hoje, mas de pão minha mesa está bem servida com a ajuda da Joaquim José. A gente sai do trânsito e da barulheira da avenida e entra num lugar assim, tranquilo e rústico. O cheirinho de pã...

Continuar lendo...

Yes, nós temos sanduíches no Missouri

Yes, nós temos sanduíches no Missouri

Já bem ensinava a querida Ruth Lemos que sanduíche-iche também pode ser comida, e comida muito boa. Aqui em Curitiba, o Missouri Gourmet Deli se encarrega de reforçar a lição. O cardápio é ali mesmo, escrito com letra de professora em dois quadros negros junto do balcão. Desculpem a foto tremida...

Continuar lendo...

Noite de paulista curitibano na Mercearia Bresser

Noite de paulista curitibano na Mercearia Bresser

Desde que fui adotado por Curitiba, já aprendi a comer pinhão, chineque, pierogi e coisa e tal. Mas às vezes o sangue paulista fala alto e eu preciso é de uma boa pizza. A Mercearia Bresser está aí pra isso. Bresser é o nome de uma rua famosa, com muita história pra contar, lá do Brás. Terra de ...

Continuar lendo...

Aberta a temporada de sopas na Pamphylia

Aberta a temporada de sopas na Pamphylia

Outono é aquela estação do ano em que você não sabe se deixa o chuveiro no  modo verão ou se passa pro inverno. Meditando sobre esses assuntos, decidi aproveitar o friozinho pra tomar a primeira sopa do ano. E lá fui pra Pamphylia. Pra quem sofre de indecisão como eu, é difícil escolhe...

Continuar lendo...

Banquete made in China no Hwa-Kuo

Banquete made in China no Hwa-Kuo

Um povo que inventou o macarrão e, dizem, o álcool e a fritura merece demais o nosso respeito. E é de respeito a comida que há mais de 30 anos Hwa-Kuo serve aqui em Curitiba. Engraçado como, quando se trata de chinês, a gente sempre imagina uma coisa meio “aventureiros do bairro proibido”, mas d...

Continuar lendo...

Uma bela tarde na Confeitaria Bella Banoffi

Uma bela tarde na Confeitaria Bella Banoffi

A gente mora num país tropical e tudo mais, mas é bem difícil em Curitiba emplacar um fim de semana bonito depois do outro, como tem feito esses tempos. Como o negócio é aproveitar enquanto dá, uma tarde de domingão comendo doces numa varanda ensolarada me pareceu uma boa pedida. A Bella Banoffi...

Continuar lendo...