26/01/2018

Santo Trago: o parque de diversões dos coquetéis | FlorianópolisSC

Renata Diem

Carregando a galeria...
O bar
O bar
Detalhes do interior
Detalhes do interior
Visualizando as bebidas
Visualizando as bebidas
Um cantinho
Um cantinho
O coquetel Mudinha
O coquetel Mudinha
Parece uma plantinha
Parece uma plantinha
Cuban Mule, releitura do Moscow Mule
Cuban Mule, releitura do Moscow Mule
Serafim: vodka, maracujá, pimenta e cranberry
Serafim: vodka, maracujá, pimenta e cranberry
Cosmopolitan
Cosmopolitan
O clássico Americano
O clássico Americano
Tangerine Martini
Tangerine Martini
Joaquim´s Special
Joaquim´s Special
Joaquim´s Special fazendo pose
Joaquim´s Special fazendo pose
A espuma de melão
A espuma de melão
Carpaccio di Manzoo
Carpaccio di Manzoo

POR QUE IR?

- O Santo Trago é um bar que fica no saguão do Novotel, um hotel com vista para a Avenida Beira-Mar Norte, e é interessante pelo clima refinado que remete aos bares de hotel do início do século.

- São 30 coquetéis alcoólicos diferentes e 11 não alcoólicos no cardápio. E ainda tem outros 70 que estão cadastrados, como a maioria dos clássicos, e nada menos que 130 garrafas de bebidas.

- O negroni, por exemplo, pode ser feito escolhendo entre 14 rótulos de gin e 5 de vermute, gerando inúmeras combinações. Como o título do post já diz, é um verdadeiro parque de diversões para os amantes de bebidas.

- O mixologista e sócio da casa, Diego Rita, está sempre pelo salão e pode sugerir coquetéis de acordo com o gosto de cada um. Você pode se manter em terreno seguro ou se surpreender com novos sabores e combinações, além de matar curiosidades do mundo das bebidas. A experiência fica muito mais interessante e cheia de sensações.

- Para petiscar, há um cardápio de aperitivos feitos no Santa Cucina, restaurante ao lado, que faz uma parceria com o bar

CLIMA DO LUGAR

- O bar é amplo, com ambiente moderno, refinado, e de iluminação baixa, trazendo um clima agradável e intimista.

- A carta de bebidas tem uma divisão que achei inteligente e divertida, separada por abas: Top Shelf (a prateleira de cima, onde abriga os produtos mais caros e de qualidade); Econômicos (o nome já diz tudo, os mais acessíveis em termos de preço); Para iniciantes (fáceis de beber); Ousados (para sair do lugar comum); Releituras (clássicos com um novo olhar); Clássicos Esquecidos (aqui tem vários clássicos que eu nem conhecia, adorei!); Assinatura (Criações exclusivas do Santo Trago); Drink and Drive (não alcoólicos) e as infinitas abas de Doses.

- Às quintas-feiras, acontece a Quinta Piano Bar, com o pianista Gandhi Martinez tocando clássicos do jazz e bossa nova.

PROVAMOS E RECOMENDAMOS

- Diego veio até a mesa e conversou um pouco sobre os gostos de cada um. Eu falei sobre minhas preferências por bebidas mais doces e suaves, mas que não fossem tão obviamente doces a ponto de enjoar, além de ter um toque a mais, algo diferente que tirasse essa sensação doce da boca. Eis que vejo à minha frente o Mudinha (R$26), bebida que está na aba das “Ousadas” e leva vodka, purê de morango, limão siciliano, espuma de café e nibs de cacau. Ela começa surpreendendo pela aparência, parecida com uma planta. Os nibs de cacau se parecem com a terra e a folhinha de hortelã, sua “mudinha”. Em termos de sabores, começa com um primeiro gole doce e finaliza com o amargor da espuma de café e os nibs crocantes sendo mastigados, levando embora a doçura para começar tudo de novo...

- Um coquetel que me surpreendeu positivamente foi a releitura do Moscow Mule, o Cuban Mule (R$22) feito com rum branco, limão siciliano, genbigre, mel, club soda e espuma cítrica. Eu gostei mais dessa versão do que a original porque os sabores parecem mais abertos ao paladar, um dos preferidos da noite.

- Serafim (R$23) ainda não está na carta, mas pode ser pedido. Ele é composto por vodka, maracujá, pimenta e cranberry. Outro que é gostoso, fácil de beber só que com aquele toque a mais.

- O clássico Cosmopolitan (R$21) é sempre uma ótima opção: vodka citrus, triple-sec, limão tahiti e suco de cranberry.

- Mais um clássico, o Americano (R$18) com campari, vermute e club soda. Esse já não é minha praia, mais amargo e seco, mas quem gosta não gosta, ama.

- Tangerina é um dos meus ingredientes preferidos em coquetéis e o Tangerine Martini (R$18) foi amor ao primeiro gole. Feito com vodka, limão siciliano, triple-sec, syrup e suco de tangerina. Refrescância e doçura no mais perfeito equilíbrio.

- Joaquim’s Special ($27) é um drink assinado pelo mixologista Diego e vai agradar quem gosta de cachaça e maracujá. Ele é composto com cachaça Antonieta Jequitibá, maracujá, syrup de mascavo e especiarias, servido com espuma de melão.

- Para forrar um pouco o estômago, aperitivamos um Carpaccio di Manzoo: fatias finíssimas de filé mignon, pinolis tostados, lascas de parmigiano, pedaços de trufas negras e microverdes (R$32).

SÓ TEM LÁ

- 130 garrafas de bebidas diferentes (e aumentando) que podem se transformar em inúmeras combinações possíveis de coquetéis, além de um mixologista à disposição para trocar ideias sobre os drinks.

IDEAL PARA

- Experimentar as mais variadas bebidas em um happy hour descontraído.

Bar Santo Trago
Endereço:
Av. Jornalista Rubens de Arruda Ramos, 2.034 – Centro – Florianópolis – SC
Telefone: (48) 3207-8208
Redes Sociais: Facebook e Instagram
Formas de pagamento: Aceita cartões Visa, Mastercard e American Express
Horário de funcionamento: Segunda à sábado, das 11h30 até a 0h
Reservas: Aceitam reservas (recomendado para a Quinta Piano Bar).

SC Renata Diem