05/03/2013

Das coisas simples da vida: Bar du Marché & Prospero VelazcoAR

Amanda Mormito

Quem já viu Amélie Poulain vai se identificar com esse post. É um desses filmes que não importa a data, sempre é gostoso de rever. Talvez porque a trilha sonora seja apaixonante, porque a história seja singela e bonita, ou porque seja a França. O filme traz esses detalhes pequenos para a nossa vida. Eu relaciono muito Buenos Aires com Paris e tenho lá meus motivos. Vou mostrar dois deles hoje: Bar du Marché e Prospero Velazco.

O Bar du Marché é um restô novinho em folha que acaba de chegar pelas ruas lindas e cheias de folhas outonais de Palermo Hollywood. Já a fachada,como vocês podem ver na foto de cima, é deslumbrante, mais parisiana impossível. Confesso que fiquei tão encantada pela vitrine que até escutei um francês na rua (e não estava delirando).

Do lado de fora, a sensação é de estar caminhando pelas ruas de Paris ao som de J'y suis jamais allé da trilha sonora do filme que me inspira nesse post. As cadeiras tão frou-frou dão de cara para a rua, assim você pode ver o movimento das pessoas que por ali passeiam. 

Dentro, a foto de cima retrata um típico bar para sentar na barra e pedir cognac reclamando para a garçonete (com cara de poucos amigos) que a vida não é assim tão bela. Nada que uma jarra bem linda de limonada de frutas vermelhas não resolva.

O menu por ali é bem delícia. Considerei fazer a degustação de queijos e vinhos que estava a disposição, mas fui convencida pelo moço que me atendeu a me deleitar com a famosa geleia de arándanos do local. 

Servida em um delicioso pão que, segundo os modestos atendentes, era um dos melhores do bairro. Pode levar uma baguete embaixo do braço para casa? 

Com a sensação de que meu dia só iria ficar melhor, me dei a liberdade de sair perambulando pelas ruas do bairro. Até que errei uma quadra e dei de cara com uma viela. Na viela tinha a Prospero Velazco.

A casa estava quase fechando, o que me deu um certo desespero e ao mesmo tempo encheu meu coração de alegria e de música com acordeon, piano e violino. 

Olhei com cara de piedade pro chef que ali me atendia, curioso com a minha mirada amorosa para os doces da vitrine, perguntando se ele não aguentava uns 15 minutinhos mais para uma rápida prova.

Acredito que ele me entendeu. Ficou animado, deixou o guardanapo do lado e começou a me explicar a composição de cada sobremesa que por ali fazia presença. Cremes, chocolates importados, macarons feitos a mão e a paixão expressada na fala e nos seus gestos pelo o que faz. 

Fui sincera e acrescentei que não sabia escolher ao certo qual doce provar. O chef então me sugeriu voltar por 15 semanas seguidas para provar, pelo menos uma vez por semana, um doce da vitrine. Eu não sei se ele estava sendo cortês, educado ou galante. Mas me convenceu.

Para aquela tarde ele disse que sentiu que eu gostava de chocolate com frutas vermelhos e me sugeriu esse doce aqui. De uma consistência incrível, crocante por fora com um creme de mousse de chocolate por dentro misturado com frutas vermelhas, incrivelmente bom.

Saí da Prospero Velazco com a sensação de que tinha descoberto o mundo. Por um simples erro de rua, que caiu em uma viela linda cheia de casas francesas antigas, árvores e um bom caminho para passear pensando na vida.

Um caminho cheio de sinais e de amor também.

Essa viagem saiu por 100 pesos. Exatos 50 reais em cada lugar. Trilha sonora para fazer esse passeio: Le fabuleux destin d'Amélie Poulain.

Bar du Marché
Nicaragua, 5946 - Palermo Hollywood
Buenos Aires - Argentina
Fone: 55 11 4778-1050 
www.bardumarchepalermo.com
Aceita todos os cartões

Prospero Velazco Patisserie
Arévalo 1947 (esq. Pasaje Voltaire) - Palermo Hollywood
Buenos Aires - Argentina
Fone: 55 11 4771-1194
www.prosperovelazco.com
Aceita todos os cartões


SP Amanda Mormito