14/06/2013

Carro de Lanches BH: o primeiro trailer 100% vegetariano do BrasilMG

Lorena Borges

O título do post não é de minha autoria e sim do Paulo, responsável pelo Carro de Lanches Vegetarianos BH. A informação procede? Alguém por ai conhece algum outro trailer de lanches vegetarianos pelo Brasil afora? Eu não conheço nenhum e por isso achei a ideia sensacional!

O carro de lanches funciona há apenas 4 meses e fica estacionado, durante o dia, na Praça José Mendes Júnior (Praça do COPOM), bem pertinho da Praça da Liberdade, e o lugar é uma delícia, bem tranquilinho, principalmente nos finais de semana. Dá pra pedir seu lanche e comer em uma das cadeirinhas que o trailer oferece, ou sentar em um dos bancos da praça! Delícia de programa (na minha opinião)! À noite, o carro migra para a Escola de Arquitetura da UFMG, à cerca de 1km da praça e torna-se uma excelente opção para os universitários que estudam à noite ou para quem mais estiver passando por ali.

A ideia do Paulo, dono do trailer, é tornar a comida vegetariana e vegana mais popular, a preços mais acessíveis. Há mais de 8 anos ele trabalha com esse tipo de culinária, fazendo entregas em casa, mas achou que com o carrinho poderia atender um número maior de pessoas e com um preço mais em conta, ajudando assim mais e mais pessoas conhecerem as opções vegetarianas e, principalmente, veganas.

Não sou vegetariana, muito menos vegana, mas amo comida e procuro não ter preconceitos (alergias sim, mas ai já são outros quinhentos! Rs). Achei a ideia de um carrinho com lanches vegetarianos e veganos sensacional porque aqui em BH não temos muitas opções de restaurantes do tipo ou de lugares que tenham um cuidado especial com esse tipo de culinária e pensar que a gente pode dar uma fugidinha rápida na hora do almoço e comer algo saudável, em uma pracinha super agradável, parece-me das ideias mais felizes que uma pessoa pode ter num dia de trabalho ou num dia de bobeira!

Bora começar a comilança? Bora! Já comi no carro algumas vezes, mas sempre procuro escolher lanches ou pratos diferentes, porque sempre tem novidade no carrinho! Inclusive agora que o frio começou, as novidades são os caldos! Amo! Dá pra acompanhar sempre as novidades pela fanpage do carro! Comecei com um quibe frito de entrada. Meu marido tinha um certo preconceito com carne de soja. Segundo ele, pra que comer algo que imita carne, se a gente pode comer a carne? Ele tem certa razão, claro, mas não com relação à carne moída. Explico-me: confesso que tenho um pouco de nojinho de carne moída e só compro se confiar muito na procedência da mesma. Neste caso, não é melhor substituir pela de soja? Ainda mais porque acho que quando bem feitinha e bem temperada - como era o caso deste quibe - a carne moída de soja fica tão gostosa quanto a outra, com a vantagem de ser menos calórica e indigesta. Ou seja, situação win win: a gente só tem a ganhar!

Continuando com a comilança, o segundo “lanche” escolhido foi uma lasanha com carne moída de soja, molho de tomate e queijos veganos, inclusive cheddar! Gente... Gostosa demais! Eles servem a lasanha quentinha, como deve ser, e a porção vale por um almoço ou jantar, porque é bem servida, ainda mais por ser lanche de rua! Mais uma vez a carne moída de soja é uma substituta à altura e o molho é bem encorpado, com muito gosto de tomate mesmo e também não senti perda de sabor nos queijos, por serem veganos!

Os olhinhos do marido brilharam quando escutou a opção “bacalhoada”! Confesso que fiquei meio apreensiva enquanto ele comia, porque como contei antes ele era meio resistente à comida vegetariana e vegana e estava comendo em silêncio profundo. Parou só um pouco para me perguntar se eu queria experimentar e para dizer que daquela bacalhoada eu podia comer sem medo (tenho alergia à peixes e frutos do mar). Quando acabou de comer, perguntei o veredito, já com medo da resposta. Ele olhou pra mim, fez alguns segundos de silêncio e respondeu: “deliciosa! Comeria mais umas três”! UHUUUUUU! Ponto pro Paulo e pra todos os que trabalham no carrinho! Receber um elogio desses de um ser quase carnívoro não é para muitos! Rs! Segundo meu marido, e pelo que pude experimentar na minha garfada, a bacalhoada é bem temperadinha, com bastante batata, azeitonas, cebola, tomates, algas, alcaparras e cebolinha, muito leve e muito saborosa! 

Enquanto almoçávamos (sim, porque pra mim as porções são grandes o suficiente para servirem de almoço), tomamos um copinho de suco de caju que eles também vendem por lá. Suco de caju é meu suco preferido da vida e o deles estava na medida certa: não muito doce e não muito aguado. Por essa hora, já estávamos satisfeitos, mas resolvemos pedir a sensação do carrinho para comer em casa, mais tarde: o tropeiro!

Ele é feito com três preparações diferentes de soja: linguiça, bacon e torresmo, e a pururuca, que é feita de farinha de trigo, óleo e sal. Confesso que a linguiça vegetariana é um pouco mais “borrachuda” que uma linguiça normal, se é que vocês me entendem. Mas achei o feijão tropeiro, no geral, muito gostoso e uma excelente opção, inclusive em matéria de sabor, para quem não quer encarar o peso e as calorias que uma porção de feijão tropeiro “normal” carrega em si!

Enfim, se minhas fotos e relatos não foram o suficiente para convencê-los a irem conhecer e provar as delícias do Carro de Lanches Vegetariano BH, de repente o preço da conta seja o atrativo que faltava: 31 reais. Isso mesmo: 31 reais por um quibe, uma lasanha, uma bacalhoada, um tropeiro e dois copos de suco. E ai, convencidos?

Carro de Lanches Vegetarianos BH
Praça José Mendes Júnio e Faculdade de Arquitetura da UFMG
Belo Horizonte/MG
Fone: (31) 9219-9269
www.facebook.com/carrovegetariano
Pagamentos somente em dinheiro, cheque e vale refeição


Lorena Borges