22/08/2013

Shintori, a comida

Alexandra Aranovich

A querida Andreza do blog Dica e Indica Disney enviou uma refeição especial para a série de 3 Anos do Destemperadinhos. Assim como a pimpolha da Andreza, minha filha também se amarra em comida japonesa. É por essas e outras que acredito fortemente que para um restaurante ser considerado kids friendly não é necessário um menu infantil ou espaço kids. À vezes, basta receber bem e encantar a gurizada, aguçando o paladar e estimulando a prova de novos sabores e alimentos. Não acham? Tudo contigo, Andreza. Obrigada pela participação.

*Textos e fotos por Andreza 
Sábado passado foi meu aniversário e escolhi jantar num restaurante japonês que eu gosto muito aqui em São Paulo: o Shintori. Aproveitei e registrei tudo para contar aqui no DestemperadinhosComo é um restaurante um pouco caro, não é um local que vamos com frequência, então nada como usar uma data especial como “pretexto” para ir até lá.
O ambiente é bem tradicional. A fachada é imponente e logo na entrada você já encontra uma roupa de samurai. Um lindo jardim japonês também decora o local, além de outros elementos bem orientais. As garçonetes se vestem com quimonos.
O restaurante conta com várias salas, com especialidades diferentes da culinária japonesa,...
...mas a nossa preferida é a sala teppan, onde os pratos são preparados à sua frente numa grande chapa. Eles possuem até salas privativas e salão para eventos.
Existem várias opções, mas escolhemos o menu Shintori, que é composto por várias entradas e o prato principal preparado na chapa. A primeira entrada é caldo bem saboroso com pedaços de camarão, frango, cogumelo e kani que é servido numa espécie de chaleira bem charmosa. O sabor é otimo seria o correto.  
A segunda entrada é um prato de sashimis de primeiríssima qualidade.
Em seguida é servido um prato de tempurá de legumes e camarão.
E a última entradinha é uma salada de alface, tomate e cenoura ralada. Mas o que dá o toque especial é o molho. São duas opções de molho, mas a minha sugestão é o de shoyu, que é delicioso.
A partir daí os pratos quentes começam a ser preparados.
Primeiramente são os camarões, salmão, vieira, couve-flor e brócolis. A medida que ficam prontos, o mestre da chapa vai servindo os clientes. Em seguida o preparo de itens como lula, abobrinha, berinjela, cogumelos e cebola. E também o filé mignon e broto de feijão.
A cebola é um atrativo à parte. O mestre vai empilhando vários anéis de cebola de forma a montar um vulcão, insere conhaque e ateia fogo... Fica um efeito super bacana e as crianças adoram.  Aliás a comida é “incendiada” em outros momentos e expressões como “oh..., ah...” são ouvidas pelo salão. As crianças ficam hipnotisadas.
Por sinal, demos sorte, pois o nosso mestre era um dos mais animados da sala, fazendo malabarismos com os ingredientes e tirando um sambinha dos utensílios, como garfo e espátula. Ele até chamou minha filha para aprender a fazer o malabarismo com o ovo. Claro que ela não aprendeu, mas se sentiu toda importante.  
E por último é preparado um arroz com pedaços de cenoura e outros legumes, ovos mexidos e os brotos de feijão, servido num pote japonês. No vídeo você pode ver alguns momentos de malabarismo e “efeitos especiais” do processo de preparo dos alimentos na chapa.

Dizer que é um restaurante próprio para crianças é mentira, mas esses pratos preparados na chapa fazem a alegria da molecada, pelos efeitos. Minha filha, hoje com 6 anos, adora. O menu Shintori custa R$145,00 e na teoria serve uma pessoa. Mas é muita comida para uma pessoa só, mas acho que é pouco para dois. Se estiver em 3 pessoas, você pode pedir somente dois pratos e dividir. Eles cobram as entradas da terceira pessoa à parte. No nosso menu já incluía uma sobremesa que poderia ser sorvete de massa (o de canela é muito o gostoso), fruta ou picolé Diletto. Porém, outras opções de sobremesa podem ser pedidas, como o tempurá de sorvete, que é ótimo. Minha filha sempre opta pelo picolé de morango. Você pode escolher menus mais simples, com número reduzido de entradas (R$115,00) ou até mais sofisticados, que contam até com lagosta (até R$280,00). Se prefere somente os pratos frios da culinária japonesa, o Shintori também possui essas opções e elas são servidas em outras salas. O restaurante não oferece menu kids, mas oferece opções que as crianças podem gostar como peixe grelhado, por exemplo. Se seu filho não é muito aberto a menus “alternativos” talvez não seja um lugar para ele. Atenção: oriente as crianças sobre o perigo das chapas.

SHINTORI
Alameda Campinas, 600 - Jardins
São Paulo | SP 
www.shintori.com.br
Mais sobre o blog da Andreza: www.andrezadicaeindicadisney.com.br 

Destemperadinhos Alexandra Aranovich