26/02/2015 Pilsen: para abrir os trabalhos Tatiana Tavares RS

Foto: sxc.huLeve, refrescante, perfeita para o clima quente do nosso país. Esses são alguns dos motivos que fazem da Pilsens o tipo de cerveja mais degustado no Brasil. Marcada por ser 100% malte, a Pilsen original é uma cerveja de baixa fermentação. Tem baixo teor alcoólico, entre 5% e 6%, e é fácil de beber, porque não é muito amarga, nem tem um sabor muito intenso. De cor dourada brilhante, encanta já no copo.

– A Pilsen é uma cerveja de corpo baixo, isso significa dizer que ela não dá aquela sensação de se estar “cheio” depois de bebê-la. É uma bebida muito adequada para o clima tropical, porque é refrescante. Deve ser consumida bem gelada – diz Gabriela Montandon, mestre-cervejeira e doutoranda em leveduras de cerveja pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).

Pertencente à família das cervejas Lager, a Pilsen nasceu na República Tcheca como Bohemia Pilsener e foi parar na Alemanha, mas quando chegou ao Brasil sofreu modificações.

– Por estarmos em um país tropical, vivemos num clima quente e queremos nos refrescar. Pensando nisso, o mercado cervejeiro brasileiro pegou o estilo Pilsen e tornou essa cerveja ainda mais fácil de beber. Parte do malte foi retirado, e ela ficou mais suave em sabor. O amargor também foi reduzido, o que fez o estilo conquistar ainda mais adeptos, porque agrada não apenas ao conhecedor de cerveja mas também ao público em geral – contextualiza Gabriela.

Assim, as cervejas que têm alta distribuição pelo país, em sua grande maioria, são Pilsens modificadas. Para experimentar a verdadeira Pilsen, Gabriela indica que as artesanais sejam exploradas, tanto as importadas quanto as nacionais – elas têm a vantagem de não passarem pelos trâmites de importação que podem fazer a bebida perder parte de suas características.

UMA CLÁSSICA
Pilsner Urquell:
De coloração dourada, tem muita complexidade, sabores mais maltados, lúpulo típico da região da atual República Tcheca. É extremamente aromática e picante, com toque de caramelo.

 

DUAS BRASILEIRAS
Wäls Bohemia Pilsen: Uma típica pilsen. Se comparar com as importadas, ela está muito próxima. Como é daqui, pode-se tomar fresca.

Grimor 21: Pilsen com flores de hibisco e rosas. Tem sabores cítricos e é super-refrescante. Uma cerveja que todo mundo toma.

RS Tatiana Tavares
  • Fabiano 27/02/2015 13:47:39

    Pilsens modificadas? Por que não dar "nome aos bois"? As cervejas comercializadas no Brasil e que necessitam ser consumidas "estupidamente geladas" não são pilsen, mas sim standard lager.

  • Guilherme 26/02/2015 15:18:19

    Discordo totalmente na parte em que é dito que a cerveja brasileira foi modificada para agradar o consumidor. Na verdade estas fábricas nacionais debocham do consumidor, porque querem reduzir o valor dos insumos utilizados na fabricação, visto que, quase metade ( o máximo permitido pela legislação) dos cereais utilizados na cerveja brasileira são não-maltados!

  • Jonathan 26/02/2015 13:46:26

    Quem experimenta uma Pilsen importada, e faz a comparação de uma Pilsen "da grande massa", vê uma nítida diferença no sabor da cerveja. Um dica para verem essa comparação, vá até o Bourbon e compre uma Heineken importada e uma nacional.. surge a dúvida, como essa nacional pode levar o selo e ser vendida como Heineken?

  • Nérios 26/02/2015 13:08:32

    A frase correta deveria ser: "Pensando nisso, o mercado cervejeiro brasileiro pegou o estilo Pilsen e tornou essa cerveja ainda mais fácil de beber. Parte do malte foi retirado, e ela ficou mais suave em sabor. O amargor também foi reduzido, o que fez o estilo conquistar ainda mais adeptos, porque [...]" NÃO AGRADA "[...]'ao conhecedor de cerveja, mas [...]" APENAS "[...] ao público em geral." E viva Kayser Radler! Delícia de cerveja beml, adaptada ao gosto nacional

    Juliano 26/02/2015 14:55:59

    Matéria realmente interessante do ponto de vista da popularização da cultura cervejeira. Mas, a via de regra, segue um padrão nacional: informação incompleta e mau interpretada. Antes de iniciar uma matéria sobre cerveja, especialmente pilsens (que ao contrário do que subentende-se do texto, é uma das mais complexas receitas de cerveja de qualquer estilo - não nos ingredientes mas no processo de fabricação), deve se ilustrar três categorias de cerveja: industriais, premium e artesanais. Destas ainda se subdividem, alta e baixa fermentação. Então comparar pilsens (lagers) de categorias diferentes, é basicamente tolice, pois o padrão de fabrico e qualidade de matéria prima é infinitamente diferente. Ao passo que 95% das pilsens nacionais, industriais, levam em média 40% de cereais não maltados (arroz e milho). A legislação brasileira para registro de cerveja, permite apenas duas denominações: cerveja clara, ou cerveja escura. Ignorando o fato de que a cor da cerveja, apesar de importante para sua característica, não diz absoulutamente nada sobre o estilo da cerveja, por exemplo, existem pilsens claras e escuras, ales claras e escuras. Gostaram da matéria? Ótimo, mas busquem informação com lastro mais firme.